Aos domingos, 15h30
Reprise aos sábados, 11 horas
Na TV Brasil
Loading...

sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

Neste domingo: reapresentação do programa sobre violência nas escolas



VIOLÊNCIA NAS ESCOLAS é o tema do Papo de Mãe deste próximo domingo, 29/01. Histórias de agressões, bullying, tráfico de drogas, armas de fogo, escolas depredadas, desrespeito a professores e até assassinatos. Por que isto acontece e o que precisa ser feito para evitar tudo isto?

No estúdio, Mariana Kotscho e Roberta Manreza recebem convidados, entre eles a dona de casa Roberta Cestari, mãe de Miguel, 9 anos. O menino morreu após levar um tiro de um colega em uma escola particular de São Paulo em setembro do ano passado. Também participam do papo o filósofo e orientador pedagógico, Dante Donatelli, a Presidente do Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo – Apeoesp, Maria Izabel Noronha, além de Maria Benedita Andrade, que é mãe, avó e já foi diretora de várias escolas municipais de São Paulo.

Após o programa, até às 20:30 horas, converse com a gente pelo chat aqui no blog. E, durante a semana, acompanhe as nossas postagens sobre o tema. Siga o programa pelo Twitter (@papodemae), pelo Facebook e pelo Orkut. Assine o nosso Feed para receber as nossas atualizações e torne-se nosso seguidor. E para entrar em contato com a nossa equipe escreva para papodemae@papodemae.com.br.

Papo de Mãe é um programa imperdível para quem vive as dores e as delícias da vida em família. Informal com informação. Emocionante. Interativo. E com muita prestação de serviço. Neste domingo, 29/01/12, às 7 da noite, na Tv Brasil.









PS: Este programa é uma reapresentação. As gravações já haviam sido feitas antes da tragédia da escola em Realengo-RJ.

2 comentários:

Meire Cavalcante disse...

Pessoal, acho importante o enfoque na violência nas escolas, mas gostaria de fazer uma sugestão para o programa. Acho fundamental que os veículos de comunicação comecem a falar da falta de políticas públicas no Brasil na área de psiquiatria. O problema é grave. Não há tratamentos, acompanhamento, leitos e remédios disponíveis para um enorme contingente que sofre de doenças mentais (e que estão por aí). Acho que, nesse caso do Realengo, a questão central é muito mais essa do que a violência na escola. Esse rapaz (cuja própria irmã afirmou ter sido a vida toda "esquisito") passou despercebido por todos os adultos que o cercavam. E fez o que fez. Um abraço!

Anônimo disse...

Gosto muito do Papo de Mãe e acompanho desde 2010, acho um dos melhores programas da tv brasileira, principalemnte quando aborda temas como este da violencia nas escolas, drogas e doenças "modernas" ou nao, que são as maiores preocupacões dos pais. Parabéns tambem pelo blog, sempre muito caprichado e atualizado. As apresentadoras sao umas gracinhas, muito simpaticas. um grande beijo de Lúcia, Boituva-SP