Aos domingos, 15h30
Reprise aos sábados, 11 horas
Na TV Brasil
Loading...

terça-feira, 4 de outubro de 2011

Psicologia da gravidez sem sintomas - por Solange Melo*



Solange Melo
Pode até parecer brincadeira, mas não é. E nem tão raro como imaginamos. Mas vários são os casos em que mulheres desenvolvem toda uma gravidez sem sequer desconfiar do seu estado.
Sonolência, náuseas e vômitos, seios doloridos, cansaço, desejo de comer determinados alimentos, vontade de urinar com frequência, escurecimento dos mamilos são sintomas comuns em gestantes, mas que inexistem por completo nessas mulheres, além do fato da não interrupção da menstruação.
Em vários casos, essas mulheres usavam pílulas anticoncepcionais e preservativos e só se descobriram grávidas ao sofrerem um aborto ou literalmene entrarem em trabalho de parto.
Psicologicamente falando, sabemos que através dos sintomas da gravidez a mulher vive um estado regressivo e revive inconscientemente seu próprio nascimento e se identifica com o bebê. A ausência dos sintomas nos faz pensar numa não identificação com o estado gravídico e com pouco ou nenhum conhecimento ou sintonia com o seu próprio corpo, uma vez que sabemos muito bem que por outro lado, muitas mulheres se percebem grávidas antes mesmo da confirmação de qualquer exame clínico ou laboratorial.
A negação inconsciente da gravidez pode ser uma das causas desse fenômeno, algumas vezes para evitar o sofrimento de ser mãe. Em geral, a causa desse medo se dá em função de suas experiências vividas na infância, com a sua própria mãe.
Outra possível causa pode ser as variações muito grandes de peso pelas quais algumas mulheres passam, variação essa que faz com que elas não percebam a própria gestação. Nos referimos em especial ao famoso efeito sanfona.
Mulheres próximas à menopausa, vítimas da irregularidade do seu próprio ciclo menstrual também correm esse risco. Recentemente, tivemos conhecimento de uma atriz famosa que engravidou estando nessa faixa etária.
Mas, certamente, a dificuldade em aceitá-la parece ser uma das mais prováveis causas da gravidez descoberta em estado avançado. Sabemos que a gestante pode sofrer uma ambivalência de sentimentos e até mesmo uma crise de identidade. As causas dessa ambivalência passam por fantasias alimentadas durante toda uma vida e também por experiências vivenciadas por si mesma e pelos seus exemplos femininos familiares.
Por todas essas questões levantadas, uma reflexão se faz necessária: a necessidade do autoconhecimento. Sem ele, podemos fatalmente cair em armadilhas e nos envolver em sérios problemas, até porque uma gravidez desconhecida, implica necessariamente numa gravidez sem os cuidados preventivos necessários e tão importantes para a boa saúde da gestante e do bebê.
Como a gravidez é essencialmente um período de preparação e adaptação psicológicas para a vivência concreta da maternidade, se descobrir repentinamente prestes a ser mãe, tira da mulher essa possibilidade tão rica e útil para o seu desempenho no papel materno.

*Solange Melo é Psicóloga e Psicoterapeuta de adolescentes, adultos, gestantes, casais e famílias. Já participou como especialista convidada do Papo de Mãe e também participa dos chats aos domingos após o programa. E-mail: gabinetedepsicologia@bol.com.br

2 comentários:

Anônimo disse...

PRECE MILAGROSA.......
CONFIO EM DEUS COM TODAS AS MINHAS FORÇAS , POR ISSO PEÇO A DEUS QUE ILUMINE O MEU CAMINHO
CONCEDENDO - ME A GRAÇA QUE TANTO DESEJO(estar gravida de j.a.j ). MANDE
PUBLICAR E OBSERVE O QUE ACONTECERÁ NO QUARTO DIA.

Anônimo disse...

PRECE MILAGROSA.......
CONFIO EM DEUS COM TODAS AS MINHAS FORÇAS , POR ISSO PEÇO A DEUS QUE ILUMINE O MEU CAMINHO
CONCEDENDO - ME A GRAÇA QUE TANTO DESEJO(estar gravida de p.a.l.s.). MANDE
PUBLICAR E OBSERVE O QUE ACONTECERÁ NO QUARTO DIA.