Loucuras de fim de ano

Mariana Kotscho*

Este fim de ano está demais pra mim. Bom, na verdade, acho que como todos os finais de ano, né? E fica difícil para muita gente, acredito…

Hoje, na hora de sair de casa, estava colocando o relógio no pulso, quando minha filha disse:

– Mas mamãe, você já está de relógio, vai sair com dois?

Parei, respirei fundo.

Três filhos, aproximadamente 58 apresentações de fim de ano (rsrsrs, o povo exagera, né?), happy hours, encontros de fim de ano, amigos secretos, compras de natal, trabalho (gravação de programas especiais), decidir a agenda de todos para o ano que vem, preencher as fichas escolares de rematrícula, resolver as férias, marcar os médicos que deixamos para depois, festas, confraternizações, arrumar a árvore de Natal (sim, ontem conseguimos!!!)… a lista é interminável! Fora todos os pagamentos…

Poxa, pessoal, o ano tem 12 meses, vamos dividir melhor isso aí! Sugiro reencontros de turma da escola em fevereiro, apresentações de ballet em março, de judô em abril, campeonato de futebol em maio, e por aí vai. Uma amiga sugeriu colocar o Natal em julho, assim dezembro ficaria apenas com a virada do ano.

Outro dia, eu estava levando minha filha para a dentista e, quase chegando lá, me dei conta de que a consulta seria no dia seguinte. Também já tentei abrir a cancela da garagem do trabalho com o controle do portão de casa… E ainda estão pendentes a revisão do carro e a resposta de mais de mil e-mails na minha caixa de mensagens!!!

Eu sou uma só e dezembro vai só até o dia 22… Será que sobreviveremos até lá???

foto (3)

Pelo menos a árvore eles podem me ajudar!

Ps: Já ia esquecendo…  Também não dou conta de responder a todas as mensagens nos grupos de Whatsapp!!!

*Mariana Kotscho é mãe, jornalista, apresentadora do Programa Papo de Mãe e colunista do Portal Papo de Mãe. 


Tags: ,