Vacinação em dia para retomada das aulas

Por Dra. Renata Scatena*, pediatra

Um alerta aos pais na retomada das aulas:

O Ministério da Saúde adverte sobre a importância de estar com a carteira de vacinação em dia para início do ano letivo

 

Com o fim do carnaval, as escolas retornam à rotina e as aulas agora engrenam de vez. E nessa retomada do ano letivo uma das preocupações dos pais deve ser com a saúde dos filhos. Doenças transmitidas por vírus ou bactérias são mais frequentes em ambientes fechados e com várias pessoas, como acontece nas salas de aula, por isso é hora de se preocupar com a prevenção e imunização das crianças. Os pais precisam observar a caderneta de vacinação dos filhos e verificar as vacinas que ainda são necessárias. A pediatra, Renata Scatena, diretora da Casa Crescer, clínica especializada em vacinação, afirma que é importante que os alunos comecem o ano letivo já imunizados. “doenças muito comuns durante a infância ─ como caxumba, rubéola, meningite, varicela (catapora) e a própria gripe ─, são altamente transmissíveis e as crianças antes de ir para a creche ou para escola precisam estar vacinadas contra elas”.

Desde o ano passado, uma determinação do Ministério da Saúde obriga os pais a apresentarem as cadernetas de vacinação das crianças, devidamente em dia, para que elas possam ser matriculadas nas escolas de todo o país.

“Os pais devem seguir as recomendações oficiais para a idade e periodicidade de cada vacina. Garantir a imunização dos filhos agora pode significar um ano de muita saúde para os filhos, sem a perda desnecessária de aulas por causa de doenças”, conclui a médica.

 

*Dra. Renata Scatena é médica graduada pela Faculdade de Ciências Médicas de Santos, com residência em Pediatria e especialização em Terapia Intensiva Pediátrica pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo. Tem o título de especialista pela Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) e Associação de Medicina Intensiva Brasileira – AMIB e atualmente, é diretora clínica da Casa Crescer, um espaço novo em São Paulo que tem o objetivo de cuidar da saúde das crianças de forma integrada, sendo ela orgânica, social, cultural, psíquica e emocional.

 

 


Tags: