Aos domingos, 15h30
Reprise aos sábados, 11 horas
Na TV Brasil
Loading...

sexta-feira, 18 de abril de 2014

CRIATIVIDADE E LEITURA

Neste domingo (20/04), Mariana Kotscho e Roberta Manreza conversam sobre Criatividade e Leitura - 15h30, na TV Brasil

Todo mundo sabe que a leitura é muito importante no aprendizado da criança. O hábito de ler aumenta o vocabulário e ajuda a fixar a grafia correta das palavras, ou seja, quem lê mais escreve melhor. Além disso, a leitura estimula a criatividade e a imaginação.

Mas no dia a dia, com as crianças envolvidas em tantas atividades e com tantos estímulos tecnológicos, será que sobra tempo para leitura e para criatividade? Para descobrir, vamos conversar com as mães Deise Duprat Heller, médica cardiologista, mãe do André (6), do Bruno (15) e da Suzana (16);  Regina Dell'Aringa, jornalista, mãe da Vitória (15); e Juliana dos Santos Piauí, educadora e líder comunitária, mãe do Erik (5).

Na casa da Deise, cada filho é de um jeito. A mais velha é uma leitora voraz, o do meio já é menos chegado, e o pequeno adora quando leem para ele. Já a Regina conta que a filha Vitória tomou contato com a leitura desde muito cedo, ainda na gestação, e que desde os 9 anos a filha é colaboradora de uma editora infanto-juvenil. A garota adora ler e já chegou a ter mais de 3 mil livros lidos em casa. E a mamãe Juliana, participa de um programa que tem como finalidade levar a literatura a crianças de comunidades carentes.   

Especialistas convidados: Dr.  Saul Cypel,  neuropediatra; Dra Laura Davis Mattar,  diretora da Associação VagaLume; Mônica Guttmann, escritora, psicóloga e arteterapeuta.
  
O programa conta também com reportagem especial de Letícia Bragaglia sobre exercícios para ativar a criatividade cerebral e um papo pelas ruas de São Paulo com Fernanda De Luca.  

Papo de Mãe é um programa imperdível e fundamental para quem vive as dores e as delícias da vida em família. Informal com informação. Emocionante. Interativo. E com muita prestação de serviço.

Apresentação: Mariana Kotscho e Roberta Manreza. 











quinta-feira, 17 de abril de 2014

Seu filho ainda acredita no coelhinho da Páscoa?

Saiba quais são os benefícios da fantasia e até quando devemos estimulá-la
Por Luiza Tenente – Revista Crescer


Pegadas no chão, caminho de pelinhos brancos até o ovo de chocolate... Construir um universo de fantasia para a criança é mesmo uma delícia. E a Páscoa é uma ótima oportunidade para isso: contar a história de que o coelho vai visitar a casa e deixar rastros deve fazer parte da infância de nossos filhos, sim.

Até os 6 anos, a criança está em uma fase em que a fantasia é muito intensa. “Acreditar nesses personagens faz parte do desenvolvimento cognitivo”, explica Carmen Alcântara, psicóloga clínica e psicanalista, mestre pela

terça-feira, 15 de abril de 2014

III Concurso Nacional Literário Infantil - Prêmio Espantaxim 2014 recebe trabalhos das crianças até 31/05

Iniciativa da autora e escritora Dulce Auriemo desperta o gosto pela literatura e pela música entre os pequenos escritores

As crianças de 7 a 12 anos de escolas públicas e privadas de todo o País têm até 31/05 para enviar os seus trabalhos e participarem da 3ª edição do “Concurso Nacional Literário Infantil Espantaxim e o Castelinho Mágico - Prêmio Espantaxim 2014", uma das iniciativas mais esperadas do Projeto Espantaxim. O Concurso acontece a cada dois anos e já é um sucesso entre os alunos, pais e professores.

segunda-feira, 14 de abril de 2014

Terapia com cavalos chega a crianças carentes

Indicada para pessoas com algum tipo de deficiência, sequelas de acidentes, síndromes de nascença ou adquiridas, a equoterapia promove a evolução do equilíbrio, ajuste tônico,  além de melhoras na cognição, fala, deglutição, aspectos psicológicos e sociais

sábado, 12 de abril de 2014

Vai viajar de avião? Muita calma nesta hora! Por Mariana Kotscho

Meu vôo hoje de SP a Recife dava um conto. Então vou contar…

Congonhas, 5 da tarde. O movimento lembra o terminal rodoviário do Tietê, em véspera de feriado. O aeroporto não suporta mais o movimento. O funcionário da cia aérea me informa que só tem auto-atendimento…vou então pra fila dos computadores ( e logo penso…"se fosse meu pai acho que ia desistir do embarque").

sexta-feira, 11 de abril de 2014

Animais Solidários

Neste programa, Mariana Kotscho e Roberta Manreza conversam com convidados sobre Animais Solidários

Domingo, (13/04/14), às 15h30, na TV Brasil.  Reprise no Sábado, 11 horas. 

Ter um bichinho em casa é, no mínimo, uma alegria para toda a família. E existem também bichos que ajudam na saúde, no tratamento de crianças. São os chamados Animais Solidários. São cachorros que visitam crianças em hospitais, cães guias de deficientes visuais, cavalos de equoterapia, entre outros.

Segundo uma pesquisa encomendada por uma companhia de seguro australiana, os donos de cachorros têm uma saúde melhor. No estudo, foi constatado que os pacientes que cuidavam de um cão gastavam 16% a menos de medicamentos e saíam dois dias antes do hospital se comparados a doentes que não mantinham contato com bichos. 

quarta-feira, 9 de abril de 2014

Defensoria Pública alerta sobre indícios da violência obstétrica

Por Camila Maciel - Agência Brasil

Peregrinação por hospitais em busca de um leito, impedimento para entrada de um acompanhante no parto, intervenções desnecessárias, cesariana sem indicação clínica, aleitamento materno dificultado. Esses são relatos comuns de gestantes que tiveram partos em ambiente hospitalar. De tão frequentes, algumas mães já nem identificam essas questões como um problema. Para a Defensoria Pública de São Paulo, no entanto, essas situações são marca da violência obstétrica.

segunda-feira, 7 de abril de 2014

ABORTO: entenda o aborto espontâneo

Conheça as principais causas desse tipo de aborto e quando ele é motivo para tratamento

Por Cíntia Marcucci – Revista Crescer

Você está doida para ter um bebê. A menstruação atrasa e já pensa na estratégia que vai usar para contar a novidade ao mundo. Mas alguma coisa não sai como o planejado e a gestação, infelizmente, não vai para frente. Lidar com um aborto espontâneo é frustrante e dolorido para muitos casais que estão tentando engravidar. Embora não sirva de alívio, se você está passando ou já passou por isso, saiba que é mais normal do que parece.