S.O.S. PAPO DE MÃE

QUEM PERGUNTA: a telespectadora Maria.
“Assisti o programa sobre o ninho vazio, filhos que saem de casa. Tenho passado por problemas sérios com meus pais. Minha mãe tem 57 anos, moro com ela, meu pai e minhas irmãs. Tenho 29 anos, minha irmã mais velha tem 31 e a mais nova tem 17. Acontece que eu tenho vocação para vida religiosa, até cheguei a ir pro convento aos 27 anos, mas precisei voltar, pois foi extremamente traumática a experiência de encarar minha mãe revoltada com minha saída de casa. No convento, nos fins de semana, nós tínhamos que ligar para nossas famílias, mas eu não queria nunca ligar para casa, porque eu sabia que ela iria destilar a revolta dela em palavras. Me senti culpada demais por isso, me senti realmente vilã, sei lá, ingrata, por sair de casa daquele jeito, principalmente porque comecei a repelir minha mãe e não querer contato. Enfim, voltei, e acho que foi a pior coisa que pude fazer, pois hoje ela demonstra total dependência de mim, e isto tem me apavorado. Tenho que seguir minha vida, mas me sinto de mãos atadas. Não posso nem falar nas irmãs do convento onde eu estava que começa uma guerra aqui em casa. Agora, meu pai exige que eu cuide da educação da minha irmã menor… E minha mãe só come se eu fizer a comida. Certa vez, cheguei em casa e estava uma reviravolta porque eu precisei passar o dia fora, e ninguém fez comida, nem comprou, nem nada. Estava todo mundo com fome dentro de casa, eu entrei e fui cozinhar para meu pai acalmar… Eu, sinceramente, não vejo uma saída para mim no meio disso tudo.”
QUEM RESPONDE: a terapeuta Dorli Kamkhagi, especialista que participou do programa Papo de Mãe sobre Ninho Vazio.
“Olá, Maria. Percebo que você tem uma família muito desestruturada e que te cobra tarefas que talvez você não as possa cumprir. O papel dos pais saudáveis é ajudar aos filhos a terem a sua própria independência e a realizar o seu próprio caminho. Tente pensar que a família é um todo, onde as pessoas têm seus papéis e funções, então você não pode dar conta de ser mãe, pai, irmã, cuidadora. Caso contrário, você vai adoecer. Tente buscar ajuda com algum terapeuta, pois vai ser muito importante no teu crescimento emocional livrar-se de tantas culpas. Abraços, Dorli K.”
ATENÇÃO:  No S.O.S. PAPO DE MÃE o telespectador pergunta e o especialista que participou do programa responde. Se você tem alguma  pergunta ou gostaria de relatar sua experiência sobre o tema da semana (Ninho Vazio), escreva para contato@papodemae.com.br. Você  também pode escrever para enviar sugestões de novos temas. A participação de todos é muito importante para nós. Obrigada!

Tags: