Entenda a diferença entre ortopedista e neurocirurgião

Fonte/Autoria: Stefane Braga

O peso da bolsa, o sobrepeso, a ausência de atividades físicas e principalmente a postura inadequada durante a realização de tarefas diárias são alguns dos fatores que contribuem para o aparecimento das indesejadas dores nas costas.

Infelizmente, queixar-se de incômodos na região é algo muito comum entre homens e mulheres.

De acordo com índices da Organização Mundial de Saúde (OMS), cerca de 80% das pessoas, especialmente o público feminino, sente ou sentirá alguma dor nas costas ao longo da vida. “Quando as dores são persistentes e perduram por muitos dias é o momento de procurar ajuda de um médico”, avalia o neurocirurgião Paulo Porto de Melo (CRM 94.048), médico formado pela UNIFESP e Colaborador do Departamento de Neurocirurgia da Universidade de Saint Louis (Missouri- EUA), introdutor e pioneiro da neurocirurgia robótica no Brasil.

Qual médico deve-se visitar?

Tanto o médico neurocirurgião e o ortopedista são especialistas que cuidam da coluna. Algumas pessoas costumam ficar em dúvida a respeito de qual é o melhor especialista para se visitar em casos de dores nas costas, mas é importante deixar claro que eles atuam com tratamentos diferenciados para problemas nas costas.

“A confusão ocorre porque ambos operam sobre a coluna vertebral. Porém, os neurocirurgiões são focados no tratamento de doenças do sistema nervoso central e periférico. Dentro deste grupo inclui o cérebro, medula espinhal e nervos periféricos. Já os cirurgiões ortopédicos tratam o sistema músculo-esquelético, o que inclui trauma, lesões esportivas, doenças degenerativas e outras condições”, explica Melo.

Diferenças e semelhanças

De acordo com Paulo, existem algumas semelhanças entre ortopedistas e neurocirurgiões. Ambos podem optar por uma formação complementar depois da residência para se tornarem especialistas no tratamento da coluna vertebral. “Apenas os neurocirurgiões são aptos para a realização de procedimentos no interior do revestimento do canal espinal”, informa o médico.

Isso porque, algumas condições médicas peculiares requerem essa especialização, como em casos de tumores da medula espinhal, cistos, malformação de Chiari, malformação arteriovenosa e espinha bífida. “Para quem está com escoliose ou problemas de deformidades na coluna, a recomendação é buscar tratamento com um cirurgião ortopédico. Entretanto, em algumas condições é possível escolher entre o neurocirurgião e um ortopédico. O ideal é que no  surgimento de dores nas costas, seja buscada ajuda de um médico para que ele recomende o especialista coreto”, conclui Melo.

Link da matéria: http://www.segs.com.br/saude/105-saude-a/5349-entenda-a-diferenca-entre-o-ortopedista-e-o-neurocirurgiao.html

DICA: Assista ao Papo de Mãe sobre A Saúde da Coluna


Tags: , , ,