Maternidade – Momento da Notícia e assuntos que permeiam a Deficiência Intelectual

 

 

Rita Alves, gerente do Instituto de Ensino e Pesquisa Apae de São Paulo*

Mãe. Palavra forte, que mexe com o imaginário feminino (e masculino), e alia um estado quase instintivo da mulher aos mais elaborados sentimentos, mas que a cada dia se torna um desafio maior para aquelas que acumulam funções diversas.

Estatísticas mostram que o número de lares chefiados por mulheres chega a 40% no Brasil¹. Por isso, a confirmação de uma gestação pode alterar todo o emocional da mulher, pois além das responsabilidades lidará com o temor de perder o emprego. Imagine, então, o impacto da notícia da possibilidade de ter um bebê com alguma deficiência.

Para auxiliar as famílias nesta situação tão delicada, a APAE DE SÃO PAULO criou, em 1986, o programa Momento da Notícia, desenvolvido após diversos relatos de mães que receberam a notícia de forma inadequada e incompleta.

O programa atua para humanizar os profissionais da Saúde, por meio de palestras em hospitais e maternidades, e apoiar as famílias em seu processo de elaboração e aceitação da criança com deficiência. A equipe da Organização é formada por psicólogos, assistentes sociais e os chamados ‘pais-apoio’, pessoas que vivenciaram a mesma situação e atuam como voluntários no acolhimento às famílias.

A partir daí, abre-se todo o universo que se relaciona com a questão: informações sobre perspectivas para a vida do bebê (e da família), acesso a direitos, e inclusão social, que favorece a vida da pessoa com Deficiência Intelectual.

Faz parte dessa vivência discussões que antigamente eram tabus quando se falava em pessoas com Síndrome de Down, por exemplo. O ingresso na escola em sala de aula regular, a entrada no mercado de trabalho, a sexualidade, a velhice.

Importante salientar que a confirmação do diagnóstico de um filho com deficiência não é uma sentença, mas um novo olhar sobre a maternidade. Há avanços significativos para que se garanta uma boa qualidade de vida socioemocional para a pessoa com Deficiência Intelectual e sua família.

 

​​​​​​​​​*A APAE DE SÃO PAULO é uma Organização da Sociedade Civil, sem fins lucrativos, que promove o diagnóstico, a prevenção e a inclusão da pessoa com Deficiência Intelectual, produzindo e difundindo conhecimento. Atua desde o nascimento ao processo de envelhecimento, propiciando o desenvolvimento de habilidades e potencialidades que favoreçam a escolaridade e o emprego apoiad​o, além de oferecer assessoria jurídica às famílias acerca dos direitos das p​essoas com Deficiência Intelectual. 

Pioneiro no Teste do Pezinho no Brasil e credenciado pelo Ministério da Saúde como Serviço de Referência em Triagem Neonatal, o Laboratório APAE DE SÃO PAULO é o maior da América Latina em exames realizados. Por meio do Instituto APAE DE SÃO PAULO, a Organização gera e dissemina conhecimento científico sobre Deficiência Intelectual com pesquisas e cursos de formação.

 

http://www.apaesp.org.br/pt-br/Paginas/default.aspx

¹ Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), com base nos números da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad), 2017.


Tags: