Pediatra fala sobre amamentação: “Orgulho na minha carreira”

Por Dra. Karina Rinaldo*, pediatra

 

Amamentação é a base da vida

 

Hoje, diferentemente de outros momentos onde falo da importância do leite materno na saúde dos bebês e na formação de um ser humano mais saudável, vou falar da importância desse alimento na minha vida.

Sim, eu também fui uma bebezinha amamentada com leite materno!

Minha paixão por esse líquido tão poderoso começa lá na minha infância, nos primeiros minutos após meu nascimento, em um momento que sequer posso lembrar, mas que minha mãe soube me contar de forma tão especial a fim de despertar em mim a vontade de amamentar meus filhos, assim como ela fez comigo e com minhas irmãs. E quem sabe não tenha sido esse vínculo que também fez com que eu, com apenas seis anos de idade, decidisse que ia ser pediatra e ia cuidar de bebês?

Pois bem, já na faculdade tive a honra de fazer parte da diretoria da Liga de Pediatria e, desde aluna e aprendiz, já gostava de estudar e promover a discussão desse tema no grupo. Depois de formada, durante a Residência Médica em Pediatria, período em que o médico pode se especializar, tive a oportunidade de fazer um excelente curso voltado para pediatras em um Banco de Leite Humano e, naquele momento, tive a certeza da minha paixão por esse tema, por estudá-lo, estimulá-lo e ensiná-lo ao maior número de pessoas possível e, desde então, nunca mais consegui frear esse ímpeto.

O tempo passou e tive a maior das realizações da minha vida: amamentar minha primeira filha, ainda na sala de parto, por 40 minutos ininterruptos e a danadinha aprendeu fácil e gostou tanto que durou deliciosos dois anos!

E o amor é tanto por esse tema que não parou por aí e oito meses após o desmame da primeira filha pude reviver toda a emoção de amamentar novamente em sala de parto! Que delícia! E a caçulinha mama até hoje para saúde dela e alegria e orgulho da mamãe pediatra.

Essas cenas e lembranças, com toda a emoção dos momentos e sensações indescritíveis ainda hoje se fazem presentes em minha mente e na minha vida em cada orientação de amamentação que faço às minhas pacientes.

Durante esse tempo já ouvi de muitas mães que, como médica e pediatra, já “salvei muitas amamentações” e é nisso que eu foco, é disso que me orgulho na vida, na minha família e na minha profissão.

*Dra. Karina Rinaldo
Esposa do Alessandro e mãe da Giulia (4 anos) e da Paola (1 ano).

Pediatra do Departamento Científico de Aleitamento Materno da SPSP. Graduação em Medicina pela Faculdade Estadual de Medicina de Marília. Residência médica de Pediatria e Título de Especialista em Pediatria pela Sociedade Brasileira de Pediatria. Membro da Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP). Membro da Sociedade Paulista de Pediatria (SPSP) e do Departamento de Aleitamento Materno da SPSP. Especialização em Endocrinologia Pediátrica realizada no Instituto da Criança – Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP.