A importância da música para o desenvolvimento infantil

Por Ingrid Goes Lobato Franco, pedagoga

 

Confira como as canções podem contribuir para deixar o vocabulário da criançada mais rico e variado

 

A maneira mais fácil de proporcionar um vocabulário rico e diversificado para uma criança é inserir canções infantis desde antes do nascimento até durante os primeiros anos. Enquanto escutam e cantam, as crianças recebem estímulos que facilitarão sua inicialização na leitura, ativando o cérebro e aflorando os sentimentos.

 

Cada canção é uma oportunidade para pais e filhos se divertirem juntos e fortalecerem laços afetivos. Com letras fáceis de lembrar, graças ao ritmo e a simplicidade das palavras, elas ajudam a exercitar a memória e desenvolver a concentração e o sentido de linguagem. “Quando elas escutam as músicas, mesmo que a princípio não entendam, pouco a pouco assimilam as palavras e aprofundam a compreensão de seus significados”, diz a pedagoga Ingrid Goes Lobato Franco, pós-graduada em gestão de pessoas e que há mais de 10 anos atua na elaboração do material didático de Língua Pátria do Kumon. A especialista ainda lembra que as ações lúdicas ajudam a reforçar o significado do aprendizado.

As canções infantis transmitem tranquilidade e ajudam a desenvolver concentração e percepção musical. As primeiras canções apresentadas devem ser breves, repetitivas e simples de entender. “Apesar da simplicidade, elas precisam ter letra, e não podem ser simplesmente instrumentais, pois é preciso que a criança se envolva com as palavras”, comenta a especialista. Confira mais algumas dicas para estimular as canções em família:

 

  1. Busque o momento adequado para envolver a canção na rotina da criança, como a hora de dormir, do banho, no caminho para escola etc.
  2. Observe as canções preferidas das crianças e dê a liberdade para ela escolher ouvir quantas vezes desejar, mas também apresente novas canções com alguma frequência.
  3. Fique atenta às músicas que a criança já consegue cantar sozinha e observe o desenvolvimento e o aprendizado acumulado.

 

“Mesmo a criança que ainda não sabe ler passa naturalmente a se interessar pelas palavras à medida que acompanham e aprendem a cantar vendo as ilustrações”, comenta Ingrid.

 

Algumas músicas para inserir na rotina das crianças e deixar o aprendizado mais divertido: Alecrim, O cravo e a rosa, Corre cutia, Caranguejo não é peixe, Peixe vivo, Ciranda cirandinha, Fui morar numa casinha, Dona aranha, A barata, Borboletinha, Formiguinha, Se essa rua fosse minha, Indiozinhos, Mestre André, O sítio do seu Lobato, entre outras.

 

 

Pesquisas científicas realizadas em diferentes partes do mundo confirmam que as canções auxiliam o desenvolvimento e a aprendizagem das crianças. É por isso que o Kumon incentiva que as famílias cantem em casa com os filhos. O curso de língua pátria, na fase pré-escolar, insere músicas e leitura de histórias para motivar ainda mais as crianças para que sintam desde cedo o prazer pelo universo da leitura.