Coronavírus: encontre aqui sua dúvida e a esclareça

Por Dra. Ana Escobar*, pediatra

Coronavírus definitivamente tomou conta das redes sociais e das mensagens de WhatsApp de todo mundo. Só se fala nisso. Uns tocam o terror, outros ridicularizam, muitos informam e tantos outros desinformam.

Para lembrar: temos 3 grandes metas a cumprir nas próximas semanas:

  1. Proteger nossos idosos e pessoas com doenças crônicas
  1. Não saturar desnecessariamente o sistema de saúde: nem o público e nem o privado. Não é porque você paga o seu convênio que neste momento tem direito a tudo.
  1. Não entrar em pânico desnecessário, não espalhar notícias que notadamente são falsas; não entupir o whats dos seus amigos e grupos com estardalhaço desnecessário. Isso só amplifica um estado de medo e de ansiedade.

Aqui estão as principais dúvidas que recebi e por isso vou tentar esclarecer todas.

– Ibuprofeno: pode dar ou não?

Melhor NÃO dar Ibuprofeno para quem está com febre e/ou sintomas de gripe. Foi publicado um artigo médico  dizendo que, na Itália, as pessoas que receberam Ibuprofeno tiveram uma evolução pior. A revista científica é confiável, mas foi só um artigo por enquanto. Esperamos mais evidências, mas como tudo é novo, não vale a pena arriscar.

Em tempo: Paracetamol e Dipirona estão LIBERADOS

– ESCOLA ou Faculdade: sim ou não?

A partir do dia 23 as escolas e faculdades devem fechar por pelo menos 15 dias. Por isso, organizem-se e mantenham seus filhos em casa. É difícil para muitas pessoas, mas este é um momento de exceção e TODOS devemos colaborar. NEM PENSEM em deixar seus filhos com os avós. Crianças podem apresentar sintomas leves ou até mesmo estarem sem sintomas e mesmo assim transmitir o vírus.

– E os avós e idosos? Como protegê-los?

PRECISAMOS, SIM, PROTEGER NOSSOS IDOSOS. Eles são o grupo mais vulnerável e por isso temos o dever de cuidar de sua saúde. Por isso, é importante que:

  1. Evitem visitas desnecessárias. As crianças podem não apresentar a doença, estarem assintomáticas e, no entanto, contagiando outras pessoas.
  2. Insistam que os idosos fiquem em casa. Principalmente os que têm mais de 70 anos. Podem sair ao ar livre, para dar uma volta perto de casa se quiserem. Nada de padarias ou mercados e muito menos shopping. Após tocar no elevador e no portão do prédio, álcool gel nas mãos.
  3. Façam as compras necessárias para eles. Não deixem faltar os remédios de uso diário.

– Crianças com asma ou com bronquite devem ter mais cuidado?

Sim. Assim como crianças com outras doenças como cardiopatias, diabetes ou doenças

que comprometam a imunidade. Quem usa corticoide inalatório deve seguir o tratamento. Devemos, sempre, evitar o uso desnecessário de corticoide via oral. Siga as orientações médicas.

– Meu filho está com sintomas de gripe. Não sei se teve contato com alguma pessoa doente. O que devo fazer?

Vamos dividir a resposta de acordo com a intensidade dos sintomas:

  1. Sintomas leves de gripe SEM febre: fiquem em casa.

Sintomas como coriza, nariz escorrendo, pouco de tosse ou dor de garganta devem ser tratados em casa. Não sobrecarreguem o sistema de saúde, seja público ou privado. Fiquem em casa para não contaminar outras pessoas.

  1. Sintomas leves de gripe COM febre:

– Se a febre for baixa, entre 37,50C e 380C, aguarde e fique atento à evolução dos sintomas e da própria febre.

– Se a febre for maior ou igual a 380C com sintomas leves, a conduta também deve ser a de ficar em casa. Esteja atento, portanto, aos sinais de alerta que são: tosse com febre ou dificuldade para respirar. Nesta situação, ir ao PS.

Importante sempre: espirrar e tossir no braço e lavar as mãos com frequência. Ensinem seus filhos tossir e espirrar no braço.

– Quando devo procurar o PS?

Só se você estiver apresentando sintomas gripais como febre com tosse OU dificuldade para respirar. Independentemente de ter tido contato com alguém contaminado.

– Devo cancelar a festinha do meu filho?

SIM. Sem sombra de dúvida. Devemos proteger nossos idosos e pessoas com doenças crônicas.

– Sushi pode causar Coronavírus?

Dependendo da contaminação das mãos do sushi man, pode sim. Se ele estiver contaminado e tossir ou espirrar no seu prato, pode passar o vírus. Na verdade, se o cozinheiro(a) contaminado(a) de qualquer restaurante tossir ou espirrar na comida pode – sim- transmitir o vírus.

– Posso ir a parques ou locais abertos?

Sim. Neste momento são os locais mais seguros. Idealmente  guarde distância de um metro das pessoas e lave as mãos depois.

– Por quanto tempo tudo isso vai durar?

Não sabemos ainda. As previsões apontam para uns 4 meses de períodos turbulentos.

Informação é saúde. Vamos atualizando as dúvidas. Fiquem atentos, tomem os cuidados e tenham a certeza de que o pânico, ansiedade e o medo podem ser inimigos mais potentes que o próprio Coronavírus.

*Dra. Ana Escobar é médica pediatra formada pela FMUSP (Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo), pela qual também obteve Doutorado e Livre Docência no Departamento de Pediatria. Atualmente, é coordenadora da Disciplina de Pediatria Preventiva e Social desse mesmo departamento. Ainda na área educacional, é responsável pelas disciplinas de graduação e pós graduação sensu lato e sensu stricto da Faculdade de Medicina da USP.

Publicou e coordenou diversos livros sobre Pediatria e Saúde Infantil, além de ser Embaixadora oficial de saúde da APAE de São Paulo e Embaixadora do Instituto Horas da Vida.

https://www.draanaescobar.com.br

https://www.facebook.com/DraAnaEscobarResponde

https://www.instagram.com/draanaescobar/

https://www.youtube.com/c/draanaescobarpediatra