Papo de Mãe: como tudo começou e o que vem pela frente. Parceria com o Portal Estadão está entre as novidades.

Portal Papo de Mãe

Semana muito especial aqui no Papo de Mãe. Estamos comemorando a nossa parceira com o Portal Estadão. Uma realização depois de muito trabalho, dedicação e reconhecimento do importante serviço que prestamos às famílias brasileiras. E como tudo isso começou há sete anos? Vamos rever a nossa história que nasceu de um conflito que muitas mães vivem hoje em dia: o de conciliar a carreira e a criação dos filhos.

Quando as apresentadoras do programa, Mariana Kotscho e Roberta Manreza, se tornaram mães, idealizaram e colocaram em prática o desejo de levar informação de qualidade para todo o Brasil. O tema do primeiro programa foi o Parto. E assim tem sido desde então…

Na sequência, confira a entrevista exclusiva que o Portal Papo de Mãe fez com as apresentadoras Mariana Kotscho e Roberta Manreza sobre a história do Papo de Mãe e o que vem pela frente.

Portal Papo de Mãe: Como vocês se conheceram e como nasceu a ideia do programa?

Mariana Kotscho – Somos amigas de infância. Fizemos juntas a mesma escola, onde nos conhecemos aos 7 anos, e a mesma faculdade, jornalismo na PUC.

Roberta Manreza – Durante os últimos 25 anos, trabalhamos em diferentes telejornais, em diferentes emissoras de televisão. Quando eu fui contar para a Mariana que estava grávida, ela me contou que também estava. Imagina a alegria? Nossas filhas, hoje com 13 anos, nasceram com 10 dias de diferença. Quando as meninas nasceram, em toda roda de conversas com outras mulheres grávidas ou com filhos, tudo virava um “papo de mãe”. A Mariana já tinha o programa pronto na cabeça e juntas colocamos ele no ar. Foi um sonho conciliar o jornalismo com a maternidade e ainda trabalhar com a melhor amiga.

 

marieroadolescentes

Roberta e Mariana se conhecem desde muito jovens/Arquivo pessoal.

Mariana e seus 3 filhos: Isabel (esquerda), André e Laura / Arquivo pessoal

Mariana e seus 3 filhos: Isabel (esquerda), André e Laura / Arquivo pessoal

Roberta e a filha Juliana.

Roberta e sua filha Juliana / Arquivo pessoal

Portal: Qual é o público do programa? É um programa só para mães?

Roberta – Tivemos a grata surpresa, ao longo desses 7 anos no ar pela TV Brasil (agora indo para a TV Cultura), de perceber que o Papo de Mãe conquistou toda a família brasileira. Fomos notando isso com o passar dos anos e adaptando o programa ao público.

Mariana – Apesar do nome ser Papo de Mãe, o programa é  assistido por pais, avós, tios, profissionais da área da educação e da saúde, filhos pequenos, filhos adultos, mulheres sem filhos, homens sem filhos. É o que a gente sempre diz: nem todo mundo tem filho, mas filhos todos somos!  Acreditamos na séria prestação de serviços que fazemos para todo o país, levando informação e discussão para os lares brasileiros. Hoje, gostamos de frisar que o Papo de Mãe é um programa para toda a família. Tratamos de vários assuntos, falamos dos filhos em todas as idades.

papofamilia

Um papo para toda a família / Arquivo Papo de Mãe

Portal: E os temas? Que assuntos podemos encontrar no Papo de Mãe?

Mariana – Sempre procuramos intercalar temas ligados à saúde, educação e comportamento. Alguns são mais voltados para gestantes, outros para mães de bebês, de adolescentes e por aí vai. Procuramos tratar de assuntos leves e também de assuntos mais delicados, para falar sobre doenças, preconceito…

Roberta – Com esse público bastante variado gostamos de tratar de assuntos de interesses distintos. Por exemplo, sabemos da importância de falar com as mães de primeira viagem. Volta e meia tratamos dessa questão com uma abordagem diferente. Elas precisam de apoio nessa fase e de informação de qualidade. Somos jornalistas, fazemos um bate-papo para trocar experiências com outros pais, o que é importante, mas sempre contamos com a participação de especialistas para pontuarem as conversas. A criação dos filhos dá trabalho e queremos poder estar por perto.  O nosso objetivo sempre será levar conteúdo para essas discussões em família. Não tentamos impor nada. Sabemos que muitas vezes o que funciona em uma casa, não se aplica na outra. Também somos contra pais e mães perfeitos. Erramos e aprendemos o tempo todo.

Mariana – Isso, não estamos aqui para ditar regras, mas para apontar caminhos, ajudar.

primeiromesbb

Esclarecendo dúvidas: Papo de Mãe sobre O Primeiro Mês do Bebê / Arquivo Papo de Mãe

Portal: Nestes 7 anos de programa, vocês já devem ter ouvido muitas histórias de vida… Alguma para destacar?  

Mariana – Nas gravações dos programas nós já rimos e já choramos com nossos convidados. Ouvimos sempre histórias de vida – e isso nos toca profundamente. Aquelas histórias de superação, de reencontros. Com o programa sobre filhos desaparecidos, conseguimos localizar no sertão cearense uma menina desaparecida há 11 anos. Hoje mãe e filha estão juntas novamente. Conseguir mudar o rumo dessas duas vidas é gratificante.

Roberta – O  maior presente do Papo de Mãe é poder participar de todas essas histórias. De poder ouvi-las, de poder contá-las, de poder discuti-las, dividi-las. O maior presente de todos esses sete anos de Papo de Mãe é conhecer essas famílias e poder aprender com elas. Aprender nos momentos de tristeza, nos momentos de alegria. Não tem uma ou outra história para destacar. O que eu sinto é que eu mudei muito como mãe em todos esses anos de aprendizado. Aprendizado, sim! Eu aprendi muito e vou continuar aprendendo e mudando. Me sinto privilegiada de poder conhecer tantas pessoas através do Papo de Mãe. Pessoas que se dispuseram a gravar o programa para servirem de exemplo, para ajudar ou ser ajudado. Mas que foram até lá e participaram. Pais, mães, tios, tias, avôs, avós, filhos, filhas, Ongs, entidades, associações e especialistas. Sou muito grata.

refugiados

Papo sério e prestação de serviço: Programa sobre Refugiados / Arquivo Papo de Mãe

Portal: Vocês têm um público fiel também na internet, qual o papel do Portal Papo de Mãe e das redes sociais?

Roberta – Sempre soubemos da importância do papel do portal e das redes sociais para o sucesso do projeto Papo de Mãe . A televisão não é mais um veículo que caminha sozinho. As pessoas estão sempre conectadas,  de diferentes formas, tudo ao mesmo tempo e o tempo todo. Desde o começo, há sete anos, a Clarissa Meyer, mãe amiga das rodas de conversa, levantou essa questão e se responsabilizou pela criação do site do programa na época. Especialista no assunto, desde então ela vem se dedicando ao Papo de Mãe na internet. A linguagem é outra, a interação com o público é bem mais próxima, mas a filosofia Papo de Mãe é a mesma. Estar presente na rede nos trouxe mais força e novas conquistas.

Mariana – O Portal Papo de Mãe se diferencia pelo conteúdo jornalístico.  Não é apenas um blog materno, é mais do que isso.  O Portal é um canal de informação para nossos leitores. Temos sim dicas de mães e nós também falamos como mães, mas sempre com a preocupação e a responsabilidade de jornalistas. E como no programa, também contamos com a participação dos especialistas. Tem também espaço para os telespectadores, que sempre nos mandam mensagens, relatos, vídeos. E tudo fica interligado: Instagram, Facebook, Twitter, Site, Programa…

MRC

Clarissa (do Portal), Roberta e Mariana / Arquivo Papo de Mãe

Portal:  O Papo de Mãe ficou aproximadamente 7 anos no ar pela TV Brasil, quais são os próximos passos?

Mariana – Foram 7 anos de conquistas e crescimento. Hoje já somos uma criança grande. Estamos prontos para entrar com o site no Portal Estadão, com conteúdo e credibilidade, e também com o programa na TV Cultura.

Roberta – Só temos orgulho do crescimento do Papo de Mãe. Ele nasceu do nosso desejo de conciliar a carreira e a maternidade, da nossa paixão pelo jornalismo e pelos nossos filhos, e hoje já caminha sozinho, como se ele já estivesse no ensino fundamental, mais independente (rs). No início, a gente tinha tanta certeza do nosso projeto, da importância dele, a gente se dedicou tanto, que fomos conquistando todos a nossa volta.  Fomos formando uma grande família. Telespectadores fiéis, especialistas, convidados, filhos. Gravamos mais de trezentos programas que foram ao ar pela TV Brasil. Fomos muito felizes lá. Fizemos o Papo de Mãe que a gente sempre sonhou. Ganhamos prêmios e ficamos realizadas. Agora,  queremos ampliar a nossa prestação de serviço através de outros veículos. Queremos aumentar substancialmente o nosso público e a parceria com o Estadão vai nos impulsionar para isso. Não poderíamos estar mais contentes. Nosso site já era um sucesso, assim como o programa, e migrar para um portal com a seriedade e o potencial do Estadão é mais um reconhecimento.  O projeto Papo de Mãe, que começou como um programa de televisão, hoje é muito mais do que isso.

premio abracopel

Prêmio Abracopel de Jornalismo: Reconhecimento pelo importante serviço prestado. / Arquivo Papo de Mãe

Portal: Uma mensagem para finalizar?

Roberta – Estamos juntas nessa luta diária, nas dores e nas delícias da maternidade. Nem tudo são flores, mas tem muita coisa boa, podem acreditar e contem com a gente. Aqui, no Portal do Papo de Mãe, agora em parceria com o Estadão e no ar em breve pela TV Cultura. Grande beijo!

Mariana – Que é uma delicia bater papo para falar sobre nossos filhos, para ajudar na criação de uma sociedade melhor. Nós, do Papo de Mãe, acreditamos no jornalismo com uma função social. Nos ajudem a divulgar este projeto para que cada vez mais gente tenha acesso a este conteúdo. Obrigada!

fotoencerramento

Papo de Mãe é um programa imperdível e fundamental para quem vive as dores e as delícias da vida em família. Informal com informação. Emocionante. Interativo. E com muita prestação de serviço.

Portal: www.papodemae.com.br

Facebook: www.facebook.com/papodemaeoficial

Grupo: www.facebook.com/groups/programapapodemae

Twitter: www.twitter.com/papodemae

Instagram: http://instagram.com/papodemaeoficial

Youtube:www.youtube.com/papodemae

 


Tags: , , , , ,