Em tempos de coronavírus, como os pais podem ajudar seus filhos?

Por Andréa Callonere*, Psicóloga Clínica e Miguel Angelo Boarati**, Médico Psiquiatra da Infância e Adolescência

 

A pandemia do COVID-19 estabeleceu uma súbita e prolongada mudança na rotina das famílias, pais e crianças estão agora em maior tempo dentro de casa tentando desempenhar rotinas com restrição de espaços e de possibilidades. Tudo isso gerará ao longo dos dias e semanas muito desgaste e um sentimento crescente de frustração e angústia, e os pais poderão se sentir perdidos e sem saber que rumos tomar.

Os pais que já apresentavam anteriormente dificuldades em lidar com os filhos na rotina habitual, agora em uma experiência de isolamento, precisam dar conta de uma nova rotina que se apresenta com a urgente necessidade de cuidar da casa, dos filhos, dos afazeres escolares e da própria atividade profissional para os que estão trabalhando de casa, e na maioria dos casos sem funcionários auxiliares.

A atual situação de aproximação entre os pais e as crianças evoca sensações e sentimentos difíceis de lidar e por isso comportamentos disfuncionais aparecem e/ou pioram. Nos últimos dias ouvimos muitas vezes de diferentes pais frases do tipo: “Não é fácil lidar com ele (a) normalmente, imagine agora,todos trancados em casa…” ou “não sei como ajudar meu filho a fazer as tarefas de casa nos prazos, ele se opõe a tudo”.

Considerando este momento de mudanças radicais esse texto se propõe a trazer orientações e dicas baseadas em conceitos da Análise do Comportamento para melhorar as relações familiares, eliminando vícios de comportamento verbal e não verbal, saindo desta situação com comportamentos mais funcionais.

Antes de descrevermos algumas orientações e dicas que possam ser bastante úteis no dia a dia desse novo período, faz-se necessário descrever alguns conceitos básicos baseados na Análise do Comportamento

 

Conceitos básicos

 

Postura inicial dos pais

page1image20256 page1image20576

Os pais devem apresentar o novo formato de rotina sem estresse, com seriedade e credibilidade, mostrando para os filhos que eles também agirão da mesma forma.

Disciplina

A disciplina no ambiente da casa mesmo com todas as alterações de rotina favorece que as crianças se sintam seguras

page1image27080 page1image27400

Modelo

Os pais precisam lembrar que os filhos estão atentos ao ambiente e observam se os pais também fazem o que pedem para os filhos fazerem

Consequências e como Consequenciar

page1image32520 page1image32840

Todo comportamento (toda escolha) tem consequências, e é por elas mantido *. E os pais precisam observar como consequenciam os bons e os maus comportamentos dos filhos

 

Aprendizagem

A aprendizagem de novos comportamentos ocorre muito mais por modelos (modelagem) dos padrões comportamentais dos pais do que por instruções verbais. Não perca tempo com discursos, faças regras de “se….então”

Comportamento

*Todo comportamento é mantido por suas consequências. Preste atenção em como você reage aos comportamentos dos seus filhos. Comportamentos inadequados e que não oferecem risco para a criança e para terceiros, devem ser ignorados (por exemplo birras). Comportamentos que causem danos físicos precisam sem contidos sem agressão ou punição física (lembre- se de que você é modelo). Comportamentos adequados precisam ser elogiados (não podem ser considerados apenas como “não fez mais do que obrigação”)

Treino

Para mudar comportamentos que praticamos há tempos, precisamos treinar e persistir no treino

Regras

As regras organizam e para tanto precisam ser bem explicadas pelos pais, assim como precisam ser claras as consequências do cumprimento ou não das mesmas

Limites

Limites devem ser definidos e explicados de forma objetiva e simples para que as crianças entendam e aprendam a respeitar os próprios limites e os dos familiares

page2image25944 page2image26264

Hierarquia

Os pais precisam lembrar e ensinar os filhos, sobre a hierarquia que existe entre eles e os filhos. “Amigos seus filhos podem ter muitos, pais sóvocês”

page2image29864 page2image30184

Controle monitorado

Controlar monitorando, conforme regras previamente explicadas, é educativo.
Diferente de um controle excessivo, que sendo aversivo e punitivo, impede a criança de compreender as regras, e pode evocar sentimentos e emoções ruins, além de resultar em comportamentos de contra-controle, como mentira e oposições, por exemplo

 

Divisão de tarefas

O trabalho deve ser dividido entre os pais de maneira adequada. Um não pode ser o que sempre coloca a regra e limite e outro sempre o que premia e elogia

Alinhamento Parental

Os pais devem conversar e tomar decisões nos “bastidores” e não na frente das crianças. Os pais não podem de forma alguma desautorizar o outro, mesmo que não concorde com a conduta, isto precisa ser feito longe das crianças

Após estes conceitos é importante salientar que esse é um momento de mudança obrigatória tanto na rotina como em alguns comportamentos estabelecidos pelos pais. Novas regras precisarão ser estabelecidas e para tanto os pais terão algum trabalho no início, mas os resultados compensarão todo o esforço empreendido.

Seguem abaixo algumas dicas que poderão ser adotadas com crianças de 01 a 10 anos.

Escola em casa

page3image19296

 

É importante definir nesse momento que a escola agora é em casa e as regras que são adotadas lá também ficam valendo aqui. Portanto, nada de pijamas!

É preciso definir o horário de funcionamento da sua “escola em casa”.

Se seus filhos não se envolvem com as atividades escolares propostas evitem brigar, gritar, fazer discursos. Apenas aborde com calma e seriedade

que são tarefas a serem corrigidas pela escola e forneça modelo de sua dedicação às suas tarefas. Após o horário da“escola em casa”é preciso ter uma rotina também definida, como por exemplo os horários de refeições, horários de atividade profissional dos pais, atividades de vida diária como banho, higiene em geral, horários de atividades em família

As atividades da escola não são um simples passatempo, mas são atividades que precisam ser realizadas com comprometimento .

Refeições

page4image11864

É muito importante manter rotina em família nos horários de refeições, café, almoço e jantar, e lanches. “Coma o que quiser dospratos oferecidos” e se não quiser comer, aguarde a família terminar, sabendo que a próxima refeição será em determinado horário (não substitua a refeição pulada). Temos nessa fase a preocupação com as guloseimas e a falta de controle alimentar pela exposição dos alimentos em casa, vale para os pais também…olha o modelo!

page5image1400

 

page5image6640

Jogos, eletrônicos, televisão, celular e tablets

page5image7752

A dificuldade de controlar os horários de jogos eletrônicos dos filhos é um velho problema conhecido de muitas famílias e, nesse momento o isolamento em casa dificulta a situação. Mas vamos na carona das novas regras e definir horários para as atividades de lazer, que sendo em geral coisas das quais os filhos gostam muito, portanto, seus reforçadores. Vai mesmo dar trabalho para mudar, mas sejamos persistentes. Definir horários de por exemplo, 40 minutos ou uma hora duas vezes por dia, se não quiser cumprir o horário, perderá o direito do segundo horário do dia, manter no dia seguinte a mesma regra.

 

 

Atividades em família nos finais de semana