Os (infindáveis) desafios das famílias na quarentena

Por Renata Malheiros,

Depois do susto do isolamento, do medo das primeiras semanas e do estresse da sobrecarga, pais e mães já começam a aceitar a nova rotina e se superam a cada dia

 

São muitos os sentimentos que passam pela cabeça nas 24 horas de um dia de quarentena dentro de casa. Foi esse o tema do Encontros Digitais Cultura desta segunda-feira (25), mediado por Mariana Kotscho e Roberta Manreza, apresentadoras do Papo de Mãe, da TV Cultura.

Angústia, estresse, medo do presente e do futuro, nervoso por ter de lidar com papeis nunca antes desenvolvidos. Tem também, por outro lado, amor, afeto, um novo olhar do educar os filhos, um tempo diferente. O grande desafio segundo especialistas na área de comportamento é conseguir equilibrar as perdas com as transformações. “É tentar aceitar mudanças com pé no chão e fazer o possível que já é bastante”, diz a psicóloga Cintia Aleixo, que atende famílias no Rio de Janeiro.

Para Anna Maheoudar, psicanalista que também participou da live é muito importante ouvir os sinais das crianças, se elas estão birrentas ou silenciosas demais. “Os pais não devem dar conta sozinhos. Eles cansam e as crianças cansam também. Não precisa manter a exigência de uma rotina normal”, diz sugerindo que nesse momento, mesmo à distância, os avós podem ajudar com conversa e histórias para seus netos.

As especialistas reforçaram ainda que ao falar sobre esse período de isolamento e incertezas é importante respirar e mostrar maturidade. “As crianças já entenderam que as coisas mudaram e elas precisam da verdade. Mas crie estratégias para contar filtrando o estresse e a angústia. Diga que um dia isso vai acabar, mas quando ainda ninguém sabe”, finalizou Anna.

A entrevista completa você encontra no canal do YouTube da TV Cultura.

Na próxima segunda-feira (1º), às 16h, tem mais um Encontros Digitais Cultura, desta vez falando também sobre rotina e depressão na quarentena.