PLANTÃO PAPO DE MÃE: FALTA DE SEGURANÇA NOS CAMPINHOS DE FUTEBOL!!!

“No país da falta de prevenção: na aula de futebol do meu filho, hoje, a trave (ou melhor o gol inteiro) caiu no chão… Escolinha e professores contaram com a sorte, visto que o travessão não acertou nenhuma criança. Meu filho, que estava no gol, ficou sob a rede. Fui lá conversar com o professor, que disse “puxa estava solto” e o jogo continuou normalmente. Vão esperar o travessão cair na cabeça de alguém??? E não foi a primeira vez!!! Espero que as babás que estavam lá contem para as mães o que aconteceu. Ah, e quando fui falar com o professor, o segurança da escola foi lá me retirar dizendo que eu estava invadindo uma propriedade privada… O segurança deveria era ter ido prender o gol!!! Lá meu filho não joga mais… Minha amiga Adriane Garcia acaba de contar que conheceu um menino que morreu ao ser atingido por uma trave.” (Mariana Kotscho, apresentadora do Papo de Mãe, 3 filhos).
Este post foi publicado no facebook pessoal da Mariana Kotscho na última terça-feira e tem dado o que falar… 
Ficamos sabendo, através de inúmeros relatos, que acidentes assim são muito mais comuns do que imaginamos, o que é um total absurdo! O mínimo que se espera é que as crianças tenham segurança na hora da prática de esportes, ainda mais num esporte tão popular. Infelizmente, imaginem quantos locais não estão como este, a espera de alguma tragédia para tomar providência… Não adianta, precisamos ficar atentos, não podemos ficar de braços cruzados!!!
A seguir segue o artigo da presidente da Associação Férias Vivas, Sílvia Basile, que nos traz orientações especificamente sobre futebol. 
***
FUTEBOL
Por Sílvia Basile 
Associação Férias Vivas

Lembrando que a atividade esportiva melhora a condição física, coordenação e autodisciplina o futebol oferece à criança a oportunidade de aprender sobre o trabalho em equipe. Esse aprendizado se desenvolve de forma lúdica e, entre as crianças brasileiras, de forma muito prazerosa. 
DICAS DE SEGURANÇA
O ideal neste caso, é que utilizem os equipamentos necessários, como chuteiras, caneleiras, joelheiras, sunga. 
Há alguns cuidados, que devem ser observados por todos:
– O alongamento prévio diminui o risco de lesões musculares;
– Também deve ser feito o alongamento depois da atividade;
– O futebol não pode ser praticado com adornos como brincos, pulseiras, anéis, colares, tiaras, pois podem prejudicar seu desempenho e machucar os adversários e até os próprios companheiros de time; 
– É importante aprender a cair, vale dizer: adotar técnicas que amortecem a queda e protegem órgãos, cabeça e membros de traumatismos; 
– A criança deve entender que o esporte não é uma guerra e tanto os jogadores como os torcedores do time rival não são inimigos; 
– Se o futebol é praticado por pessoas que jogam descalças, é importante estabelecer que todos os que participam do jogo estejam também descalços; 
– Não pode haver acentuada discrepância de idade e de compleição física no grupo de crianças que vai jogar futebol. 
– Sempre, em qualquer atividade física, o praticante (criança ou adulto) deve-se manter bem nutrido e hidratado. Antes da atividade deve ser feita uma refeição leve e, durante o jogo ou treino, ingerir líquidos, de preferência aqueles de repõem sais minerais; 
– Nunca jogar futebol quando houver relâmpagos. Se a partida estiver em andamento, deve ser interrompida imediatamente. A probabilidade de cair um raio no campo é real e, normalmente, pode atingir não apenas um, mas todos os jogadores, com conseqüências fatais. O Brasil é atingido, anualmente, por volta de 100 milhões de raios, vitimando, fatalmente, cerca de 200 pessoas; 
– Em caso de lesão traumática, não fazer massagens na área atingida. 
– Se a criança precisar de óculos em atividades esportivas, deve-se usar lentes dos óculos acrílicas e prender a armação na orelha; 
– Atenção às condições do campo. Fossos, buracos, paredes próximas, criam situações de risco; 
– Atenção às condições das traves e redes do gol. Verifique se estão firmes e bem posicionadas. 

Tags: